• SEEB Juazeiro

Comida consome renda de famílias carentes



Para se alimentar com o mínimo de dignidade no Brasil do governo Bolsonaro, o cidadão gasta quase tudo o que ganha. Carne e frango viraram artigos de luxo em boa parte dos lares brasileiros. Nas maiores favelas do país, o gasto médio mensal das famílias com alimentação é de R$ 1.079,10. Quase o valor do salário mínimo (R$ 1.100,00).

De acordo com o levantamento do G10, grupo das favelas de maior expressão econômica do Brasil, até 57% das pessoas preferem comprar em mercados locais. Outros 41% escolhem hipermercados ou grandes atacadistas. Manter o mesmo padrão de antes da alta da inflação e do desemprego para quem tem um bom ou médio salário é complicado. Não à toa os supermercados apostam agora na venda de carcaça de frango.

Segundo a pesquisa, a tradicional dupla arroz e feijão ainda é a principal opção na mesa de 94% das famílias. Café e açúcar aparecem logo depois, com 71%. Para 54% das pessoas, o macarrão é prioridade, enquanto a carne é mencionada por 52% dos entrevistados.


Fonte: Bancários Bahia.

1 visualização

Busca

Outras Notícias