top of page
  • SEEB Juazeiro

China quer ampliar cooperação com o Brasil




O vice-presidente da República Popular da China, Wang Qishan, se encontrou com o presidente do Brasil recém-empossado, Luiz Inácio Lula da Silva, nesta segunda-feira (2). A reunião foi realizada no Palácio do Itamaraty, em Brasília, capital brasileira.

Wang, representante especial do presidente Xi Jinping na posse de Lula realizada no domingo (1), pediu que a China e o Brasil ampliem a cooperação em vários campos, já que os dois países iniciaram uma nova jornada.

Terceiro, aprofundar a coordenação estratégica multilateral, salvaguardar conjuntamente o verdadeiro multilateralismo e melhorar a coordenação em questões como a mudança climática.

Quarto, fortalecer a atuação dos dois países nas plataformas de cooperação regional da América Latina e o Caribe, como a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CLAC), o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a União das Nações Sul-Americanas (Unasul).

Lula afirmou que o lado brasileiro dá grande importância às relações com a China e está disposto a fortalecer a cooperação estratégica e de longo prazo. Ele acrescentou que o Partido dos Trabalhadores (PT) também está disposto a intensificar o intercâmbio com o PCCh.

O presidente brasileiro observou que China e Brasil são países com grande influência e que ambos os lados devem desempenhar um papel ativo na promoção do progresso comum dos países em desenvolvimento.

Lula comentou que espera liderar uma delegação à China para aprofundar ainda mais a cooperação prática em vários campos, aumentar a amizade entre os dois povos e promover as relações bilaterais a um novo nível.

Fonte: Revista Fórum

1 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page