• SEEB Juazeiro

Bradesco demite, fecha agências, mesmo com lucro recorde



Enquanto acumula lucros recordes, somente no primeiro trimestre colocou nos cofres R$ 6,51 bilhões, o Bradesco mantém a postura de desrespeito e demite milhares de trabalhadores em meio à pandemia. A medida sucateia o atendimento e prejudica também os clientes. Neste cenário, sindicatos e trabalhadores realizam um tuitaço, nesta quinta-feira (22/07), às 11h, com a hashtag #QueVergonhaBradesco, para denunciar as ações do banco.

Em 12 meses, a empresa fechou 8.547 postos de trabalho, 888 somente no primeiro trimestre. Paralelamente impõe metas abusivas aos funcionários e muitos terminam doentes e tendo de se afastar das atividades.

Não é só isso. No último ano foram fechadas 1.088 agências, superlotando as demais, e, consequentemente, aumentando o tempo de espera da população nas filas e a sobrecarrega dos trabalhadores.

Para completar ainda tem a insegurança nas unidades de negócios, que não contam com vigilante nem porta giratória, o que coloca em risco a vida de clientes e funcionários. É preciso dar um basta nas ações do Bradesco que só visa lucro, sem nenhuma responsabilidade social e denunciar as ações vergonhosas praticadas pela empresa.

4 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM