• SEEB Juazeiro

Bradesco cresce à custa de demissão. Absurdo



O período de crise que o país atravessa não atingiu nem um pouco os bancos. Sobram exemplos. É o caso do Bradesco. A empresa obteve lucro líquido de R$ 19,602 bilhões nos nove primeiros meses de 2021. Mesmo assim demitiu 8.198 funcionários em 12 meses.

Também fechou centenas de agências, sucateando o atendimento. No período, 765 agências e 120 PA (Postos de Atendimento) tiveram o atendimento encerrados, prejudicando milhares de pessoas que não vivem nos centros urbanos.

A política do banco reafirma as denúncias feitas pelo Sindicato dos Bancários da Bahia, de que os funcionários trabalham sobrecarregados, com acúmulo de funções e pressão por metas. Não à toa centenas de trabalhadores adoecem e têm de se afastar das atividades.

Sem nenhuma responsabilidade social, o Bradesco está bem longe do que propaga nas campanhas de publicidade. Os clientes também pagam a conta, com tarifas altíssimas e um serviço sem qualidade, decorrente do baixo número de bancários. Fontes: Bancários Bahia

9 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM