• SEEB Juazeiro

Bancários relatam sequelas de covid com a Fenaban



Muitas vezes, a Covid-19 deixa sequelas e o trabalhador tem de voltar às atividades, mesmo com problemas. Com os bancários acontece muito. Entre os que tiveram a doença, 68% ainda sentem fadiga e 40% estão com a flexibilidade cognitiva prejudicada.

É o que revela Pesquisa sobre as sequelas da Covid-19 na categoria bancária, realizada em parceria com a Unicamp, e apresentada, nesta terça-feira (08/02), pelo Comando Nacional dos Bancários à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos).

Sintomas como deficiência na linguagem também foram percebidos por 33% dos entrevistados. Outros 29% dizem estar com transtornos de ansiedade. O levantamento revela ainda que 52% sentem alguma dificuldade para trabalhar, realizar atividades domésticas e até se relacionar com outras pessoas.

Outro sintoma clássico da Covid, que é a perda de paladar e olfato, deixou sequelas em 46,6% dos bancários que participaram da pesquisa. Cerca de 73,5% dos trabalhadores apontaram que os problemas são mais mentais. O diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia, Adelmo Andrade, e a diretora da Feeb, Andreia Sabino, apontaram que os resultados da pesquisa servirão como base para futuras negociações com os bancos.

Recesso de Carnaval

Na reunião, a Fenaban voltou a garantir que as agências de todos país vão fechar durante o feriado de Carnaval. Portanto, não haverá funcionamento na segunda-feira (28/02) e terça-feira (01/03). O atendimento volta 12h de quarta-feira de Cinzas.

Fonte: Bancários Bahia

2 visualizações

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM