top of page
  • SEEB Juazeiro

Após sete reajustes, gasolina passa de R$ 8,00



Além de cortar os direitos, o governo Bolsonaro limpa o bolso do brasileiro. Na Bahia, depois da venda da refinaria, os combustíveis dispararam. Foram sete reajustes em apenas cinco meses. Em muitos municípios, a gasolina passa dos R$ 8,00 o litro. Em Salvador, não se acha por menos de R$ 7,19.

A Acelen, empresa dos Emirados Árabes que assumiu a administração da antiga Rlam (Refinaria Landulpho Alves), é a grande responsável pelos aumentos abusivos. O Diesel também está mais caro no Estado. O reajuste foi passou de 11,3%. O preço médio do litro é de R$ 6,95.

As altas consecutivas acontecem em um péssimo cenário econômico. A inflação segue descontrolada. Os preços dos produtos não param de subir e colocar comida na mesa tem sido uma tarefa difícil para milhões de brasileiros. Os reajustes absurdos dos combustíveis são os vilões.

Mas, o governo Bolsonaro fecha os olhos para tudo e, além de privatizar as refinarias, insiste em manter os aumentos atrelados à variação do dólar. Desta forma, embora esteja entre os 10 maiores produtores de petróleo do mundo, o Brasil tem a segunda gasolina mais cara. Perde apenas para a Noruega, onde o rendimento do trabalhador é infinitamente maior. Fonte: Bancários Bahia

3 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page