top of page
  • SEEB Juazeiro

Ameaça ao direito de greve dos bancários continua




Os bancários precisam se mobilizar mais uma vez em defesa dos seus direitos. A poucos dias do fim do ano e do governo Bolsonaro, os deputados que deram sustentação ao seu governo ainda tentam passar a boiada. É o que acontece na Comissão do Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP), que insiste em votar o Projeto de Lei 817/2022, que ameaça o direito de greve da categoria bancária, ao alterar a Lei 7.783 de 1989 (Lei da Greve) e definir os meios eletrônicos de pagamentos e transferências bancárias como serviço essencial. A previsão é de que a matéria volte à pauta na reunião desta quarta-feira (14/12).

O movimento sindical, juntamente com parlamentares comprometidos com os direitos dos trabalhadores, tinha conseguido retirar o PL da pauta na semana passada, mas a bancada empresarial segue firme no propósito de aprovar o maior número possível de mudanças na legislação trabalhista até 31 de dezembro, quando acaba o governo Bolsonaro.

De autoria do deputado Kim Kataguiri (União Brasil – SP), o PL 817/2022 tem o objetivo claro de enfraquecer o direito de greve dos trabalhadores, o que implicaria na diminuição do seu poder de negociação por melhores salários e condições de trabalho. Um absurdo!

O movimento sindical defende o arquivamento do PL ou a realização de uma audiência pública, para mostrar os prejuízos desta proposta, especialmente porque a categoria não presta serviço essencial, como quem trabalha na saúde pública.

Os bancários também devem participar da mobilização contra o PL, manifestando sua discordância com a matéria na enquete da Câmara Federal sobre tema. Basta clicar no link https://forms.camara.leg.br/ex/enquetes/2319202 e votar Discordo totalmente com o PL.

A participação de todos é muito importante para derrotar mais esta tentativa de retirada de direitos.

Bancários Bahia

3 visualizações

Comments


Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM
bottom of page