• SEEB Juazeiro

Amazônia perde área do tamanho da Bélgica



Resultado da política ultraliberal implantada pelo governo Bolsonaro, a Amazônia perdeu a vegetação nativa de 32.740 km² nos últimos três anos. O tamanho da área desmatada equivale a Bélgica. A desarticulação da fiscalização ambiental, por parte de Bolsonaro, incentivou o desmatamento. Segundo o Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), a devastação cresceu 56,6% na comparação com os três anos anteriores (2015/2018). Os dados indicam que o governo Bolsonaro fragilizou as políticas e as instituições responsáveis pela agenda ambiental, pelas ações de comando e controle, resultando na catástrofe. Atualmente, o desmatamento é mais acelerado e estimulada pelo enfraquecimento da fiscalização, pela anistia a crimes ambientais e pela tramitação e aprovação de retrocessos legais no Legislativo. Para frear o avanço da destruição da floresta, é necessário o engajamento de toda sociedade civil brasileira, exigindo um conjunto amplo de medidas. Uma delas é restabelecer o PPCDAM (Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento da Amazônia), que reduziu o desmatamento em 83% entre 2004 e 2012, mas foi engavetado por Bolsonaro.

Tweetar Fonte: Bancários Bahia

0 visualização

Busca

Outras Notícias

insta.png
INSTAGRAM