Bolsonaro é recordista em sonegação de informação

29.07.2020

 

 

A transparência não é o forte do presidente Bolsonaro e da equipe que o acompanha. Por parte dos órgãos do governo federal, só foi permitido o acesso a 54% das informações pedidas com base na LAI (Lei de Acesso à Informação. O pior índice da história na concessão de dados públicos pela legislação.


Aparentemente, algo mudou, pois, em 2019, no mesmo intervalo, as aprovações corresponderam a 68%. Desde quando foi criada, em 2011, o índice de acessos concedidos nunca tinha ficado abaixo de 65%. 
 

Por conta da pandemia de Covid-19, o coronavírus foi o tema de maior interesse em 2020 até agora. Foram 10.816 solicitações, o que representa 12,63% do total. Os termos “governo e política – administração pública” tinham sido os assuntos mais procurados nos dois últimos anos, segundo dados do Painel da Folha de São Paulo. 
 

Houve um número recorde de pedidos de acesso feitos com base na Lei de Acesso à Informação no primeiro semestre de 2020. O aumento foi de 31% em relação ao ano passado, sendo 85.656 solicitações entre os meses de janeiro e junho, contra 65.397 no mesmo período de 2019. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca

© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.