Negligência do governo com a Caixa causa apreensão

02.06.2020

 

 

Em todas as agências da Caixa, o clima é de apreensão. A cada dia, mais empregados são afastados com suspeitas ou com teste confirmado de Covid-19. Em Pernambuco, representam quase 50% de todos os bancários com suspeita da doença. Um índice alarmante que se repete em várias partes do país e acende uma luz vermelha. 


Como o banco é o único responsável pelo pagamento do auxílio emergencial, a circulação de pessoas pelas unidades é surreal. Em Salvador, há unidades que em apenas um único dia passam mais de 1 mil pessoas. Os contatos são altamente perigosos, mesmo com todos os protocolos adotados pela empresa, como a distribuição de máscaras de acrílico e álcool gel e a instalação de protetores nas unidades.   


É inconcebível que somente a Caixa faça o pagamento a milhões de brasileiros. Mas, o governo federal ignora o caso e os riscos que população e empregados estão expostos diariamente. A intenção parece clara. Dificultar a vida dos mais carentes, que necessitam da renda para sobreviver durante a pandemia. Assim, cria o caos e gera o pânico entre a sociedade. Nem que para isso, coloque a vida de milhares em risco. 


De quebra, desgasta a imagem do único banco 100% público do país, essencial para a retomada do crescimento econômico. Desta forma, o Brasil segue um caminho totalmente oposto ao que grandes nações estão tomando para combater o coronavírus e deixa de lado o real dever do Estado, dar suporte e proteção a todos os brasileiros. 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca

© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.