• Bancários Juazeiro

COE Itaú vai cobrar mais medidas preventivas


A COE (Comissão de Organização dos Empregados) do Itaú decidiu que enviará ofício ao banco para cobrar mais informações e novas medidas contra a Covid-19. A decisão foi tomada na reunião realizada por videoconferência, quarta-feira (08/04), quando foram discutidas a situação nacional sobre as ações adotadas até agora pela empresa no combate à pandemia do coronavírus.

O documento vai cobrar informações sobre o número de agências fechadas por estado e os critérios adotados, sobre a quantidade de pessoas em grupo de risco afastadas e as que estão em férias. Os representantes dos trabalhadores querem que o banco preserve os bancários e não exponha fora das agências para orientar filas e que apresente a tabela de reajuste do plano de saúde em 2020 para aposentados.

Também vão denunciar problemas de gestão (GSOs e GRAs) e cobrar que os empregados destes setores sejam incluídos no rodízio de trabalho. O ofício ainda vai pedir a inclusão das mães lactantes e que tenham filhos menores de 2 anos no grupo de risco. O problema é que mesmo a Fenaban tendo acatado pedido do Comando Nacional dos Bancários, o Itaú ainda descumpre a orientação.

A diretora da Federação da Bahia e Sergipe, Andréia Sabino, que participou da reunião, ressaltou que os banqueiros precisam cuidar dos funcionários e clientes, pois são o maior patrimônio do banco. “Vamos continuar cobrando segurança para nossa base, não podemos aceitar que a saúde das pessoas seja colocada em segundo plano”.

0 visualização

Busca

Outras Notícias