Centrais apontam medidas para superar a crise

13.04.2020

 

 

Para as centrais sindicais, a resposta do governo federal diante da pandemia causada pelo coronavírus no país é insignificante frente ao montante de recursos disponibilizados ao setor financeiro. Consideram que falta muito para que medidas da MP 936 atendam aos interesses dos trabalhadores e patrões. 


As entidades apontam que 100% dos valores dos salários devem ser mantidos, a fim de manter o poder compra e fomentar uma retomada econômica, que o governo deve respeitar o artigo 7º da Constituição Federal, que impede a redução salarial, salvo acordo coletivo, e a inclusão dos sindicatos em todas negociações durante o estado de calamidade pública estabelecida devido ao Covid-19.


Ainda reforçam que a Constituição garante o acordo coletivo, pois o trabalhador sai sempre perdendo no acordo individual. Além de cobrarem estabilidade de 180 dias para todos os trabalhadores e prorrogação do seguro desemprego e isenção de tarifas para os empregados mais afetados pela crise.


A intenção das centrais sindicais é sistematizar propostas para serem levadas o quanto antes aos parlamentares e apresentadas como emendas no Congresso Nacional.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca

© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.