• Bancários Juazeiro

BNB lucra R$ 1,7 bilhão, crescimento de 135,6%




O BNB obteve lucro líquido de R$ 1,7 bilhão, crescimento de 135,6% na comparação com 2018. O resultado, o melhor da história da instituição, comprova que o banco é eficiente e essencial para o desenvolvimento da região Nordeste, ao contrário do que o governo Bolsonaro tenta fazer a sociedade acreditar.

De acordo com análise do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o bom desempenho se deve, sobretudo, a elevação da margem financeira de operações de crédito da carteira própria, a alta de R$ 234,8 milhões nas receitas de financiamento de longo prazo com recursos do FNE e ao crescimento das receitas de prestação de serviços.

Com aumento de 7,4% em 12 meses, as receitas de prestação de serviços e rendas de tarifas bancárias totalizaram R$ 2,7 bilhões. Já as despesas de pessoal permaneceram praticamente estáveis no período, em R$ 2 bilhões.

Embora tenha apresentado números positivos em 2019, a política de gestão do BNB segue a linha dos demais públicos: de desmonte. Em 2019, foram fechados 203 postos de trabalho, comprometendo o bom atendimento ao cliente. O número de agências, no entanto, continua o mesmo, 292.


1 visualização

Busca

Outras Notícias