• Bancários Juazeiro

Desigualdade salarial de gênero ainda impera



A discriminação de gênero ainda é um problema a ser superado no Brasil. Pesquisa do Dieese mostra. O salário das mulheres foi menor do que o dos homens, apesar de ocuparem os mesmos cargos. Os dados são referentes ao 4º trimestre de 2019.

Em relação às funções, o levantamento apontou que entre 10 diretores e gerentes apenas 4 são mulheres. Os homens ganharam, em média, R$ 40,00 por hora, enquanto elas receberam R$ 29,00.

As mulheres também são penalizadas com o desemprego. A taxa de desocupação delas é de 13,1% e entre os homens foi de 9,2%. Das desocupadas, 37% procuram emprego há mais de um ano.

Além disso, o estudo mostrou que as mulheres gastaram 95% mais tempo em afazeres domésticos do que os homens no período. Foram 541 horas a mais por ano, equivalente a 68 dias (considerando uma jornada de 8 horas/dia).

3 visualizações

Busca

Outras Notícias