Juros limitados do cheque especial a partir do dia 6

03.01.2020

 

 

Responsável por endividar muitos brasileiros, o cheque especial terá juros limitados a partir da segunda-feira (06/01). Os bancos não poderão cobrar taxas superiores a 8% ao mês, o equivalente a 151,8% ao ano.


A limitação dos juros do cheque especial, modalidade de crédito com taxas que podem aumentar uma dívida em até 4 vezes em um período de 12 meses, foi  decidida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) no fim de novembro. No período, as taxas ficaram em 12,4% ao mês, o que equivale a 306,6% ao ano.


Segundo o Banco Central, o objetivo da medida é tornar o cheque especial mais eficiente e menos prejudicial para a população mais pobre. 


Vale lembrar que o CMN autorizou as instituições financeiras a cobrar, a partir de 1º de junho, tarifa de quem tem limite do cheque especial maior do R$ 500,0 por mês. 


A tarifa equivale a 0,25% do limite que exceder R$ 500,00 e será descontada do valor devido em juros do cheque especial.

A princípio, cada correntista terá um limite pré-aprovado de R$ 500,00 por mês para o cheque especial sem pagar tarifa. Caso o cliente peça mais do que esse limite, a tarifa vai incidir sobre o valor excedente. 


Pela determinação do CMN, os bancos deve comunicar a cobrança ao cliente com 30 dias de antecedência.


No dia 23 de novembro, o Banco do Brasil anunciou que vai dispensar os clientes da tarifa em 2020. Segundo a instituição, o objetivo é fortalecer a relação com os correntistas. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca

© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.