© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.

Desigualdade de gênero aumenta nos bancos

30.04.2019

 

Enquanto o Brasil tenta combater a discriminação, os bancos não estão preocupados com a questão. A desigualdade de gênero aumentou. Em março, as mulheres admitidas tinham salário médio de R$ 3.946,00 enquanto os homens receberam R$ 8.045,00. As bancárias que saíram recebiam salário médio de R$ 5.760,00. O valor é 28% inferior ao pago aos dispensados, de R$ 7.038,00. 

No primeiro trimestre, também foi registrada a desigualdade salarial entre homens e mulheres. As contratadas ganhavam em média R$ 3.993,00, bem distante do valor recebido pelos bancários admitidos, de R$ 5.069,00. Uma diferença de 21%. Já as bancárias dispensadas tinham remuneração média de R$ 5.581,00. A quantia é 29% menor do que a recebida pelos desligados (R$ 7.907,00). 

Vale lembrar que a categoria conquistou, na última campanha salarial, a realização de um novo Censo da Diversidade, que deve iniciar este ano. A ferramenta é importante no combate às desigualdades e promoção de políticas de igualdade de oportunidades para mulheres, PCDs (pessoas com deficiência) e negros.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca