© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.

Brasil é um dos piores em equidade de gênero

10.10.2018

 

De acordo com a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho, a remuneração média dos trabalhadores brasileiros do setor público e privado foi de R$ 2.983,00 no ano passado. No entanto, quando o assunto é diferença salarial entre gêneros, a mulher continua com a média abaixo dos homens. 

O salário médio deles fechou o ano em R$ 3.181,00 enquanto o das mulheres ficou em R$ 2.708,00. O valor representa 85,1% da remuneração masculina. Em outras palavras, os homens fecharam o ano recebendo R$ 473,00 a mais. Em 2016, o salário recebido pelas mulheres correspondia a 84,3% do salário dos homens. Em 2015, o valor era de 83,4%. Em três anos, a variação foi de apenas 2,7%, passos de tartaruga. 

O número coloca o Brasil na 79ª posição entre os 144 países quanto a igualdade de gênero, segundo o Fórum Econômico Mundial. A Islândia, primeiro lugar no ranking, existe lei que obriga a paridade salarial nas empresas. O Brasil deveria aprender com os melhores. Porém, por discriminação, mulheres ainda ocupam a mesma função, mas com salário bem menor.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca