• Bancários Juazeiro

Brasil é um paraíso fiscal para a população rica



O Brasil é um dos países mais injustos. Com a contribuição da política neoliberal, os mais pobres são penalizados, enquanto a riqueza dos ricos se concentra cada vez mais. A atual lógica de tributação no país colabora para a desigualdade e o transforma em um verdadeiro paraíso fiscal para os mais abonados.


Por acreditar que é necessário cobrar mais impostos sobre a renda e o patrimônio e menos sobre o consumo, especialistas em tributação analisaram a situação brasileira. Apontaram algumas medidas urgentes para que a desigualdade seja reduzida para que milhões de pessoas saiam da pobreza.


Dentre as premissas apontadas estão aperfeiçoar a tributação sobre o comércio internacional, fomentar ações que resultem no aumento das receitas, sem aumentar a carga, pela revisão das renúncias fiscais e pelo combate à evasão fiscal, além de restabelecer as bases do equilíbrio federativo.


O coordenador de campanhas da Oxfam Brasil, Rafael Georges, acredita que a reforma tributária progressiva seja uma das principais medidas para reduzir a desigualdade no Brasil. Ainda destacou que será preciso revogar o Teto de Gastos (Emenda Constitucional), que gera competição entre gastos sociais, e parte da reforma trabalhista, por colaborar para a precarização da condição dos trabalhadores.


Outro fator que foi apontado pelos especialistas é que o Brasil deixa de arrecadar aproximadamente R$ 900 bilhões com impostos. Tudo porque, se somadas, as isenções fiscais concedidas hoje pela União chegam a cerca de R$ 370 bilhões e a sonegação tributária cerca de R$ 500 bilhões.

2 visualizações

Busca

Outras Notícias

INSTAGRAM
© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.