• Bancários Juazeiro

Governo libera a venda da Embraer para Boeing


O governo neoliberal faz o que quer no país e nada acontece. Em mais um capítulo de vendas de propriedades brasileiras, Michel Temer não impediu a fusão da Embraer com a Boeing, empresa norte americana. Com a união, a Boeing deterá 80% da nova empresa.

O governo tinha uma ação com direitos especiais e, portanto, poderia interferir no negócio, mas nada fez e agora perde a prerrogativa diante do novo empreendimento da aviação.

O TCU (Tribunal de Conta da União) deve autorizar a venda da ação especial, tanto da Embraer, como de outros negócios onde o governo tem a preferência. E foi um pré-requisito, a pedido da Boeing, para que o acordo fosse firmado.

A nova empresa formada, Embraer mais a Boeing, é avaliada em 4,75 bilhões de dólares. A empresa norte americana pagará 3,8 bilhões de dólares pelos 80% de propriedade, detendo o controle operacional e de gestão. A expectativa é de que a parceria gere sinergia anual de custos estimada de cerca de 150 milhões de dólares – antes de impostos – até o terceiro ano.

Um fato curioso é que Michel Temer, em dezembro de 2017, chegou a negar a fusão das duas empresas com o discurso que ameaçaria a soberania e o interesse nacional.

A Embraer foi privatizada nos anos de 1990, mas ainda tinha ação do governo. Agora, após o acordo, perde força, onde era exemplo de inteligência de mercado quando se trata de negócios com emprego de alta tecnologia.

2 visualizações

Busca

Outras Notícias

INSTAGRAM
© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.