© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.

Governo libera a venda da Embraer para Boeing

12.07.2018

 

O governo neoliberal faz o que quer no país e nada acontece. Em mais um capítulo de vendas de propriedades brasileiras, Michel Temer não impediu a fusão da Embraer com a Boeing, empresa norte americana. Com a união, a Boeing deterá 80% da nova empresa.

O governo tinha uma ação com direitos especiais e, portanto, poderia interferir no negócio, mas nada fez e agora perde a prerrogativa diante do novo empreendimento da aviação. 

O TCU (Tribunal de Conta da União) deve autorizar a venda da ação especial, tanto da Embraer, como de outros negócios onde o governo tem a preferência. E foi um pré-requisito, a pedido da Boeing, para que o acordo fosse firmado.

A nova empresa formada, Embraer mais a Boeing, é avaliada em 4,75 bilhões de dólares. A empresa norte americana pagará 3,8 bilhões de dólares pelos 80% de propriedade, detendo o controle operacional e de gestão. A expectativa é de que a parceria gere sinergia anual de custos estimada de cerca de 150 milhões de dólares – antes de impostos – até o terceiro ano. 

Um fato curioso é que Michel Temer, em dezembro de 2017, chegou a negar a fusão das duas empresas com o discurso que ameaçaria a soberania e o interesse nacional.

A Embraer foi privatizada nos anos de 1990, mas ainda tinha ação do governo. Agora, após o acordo, perde força, onde era exemplo de inteligência de mercado quando se trata de negócios com emprego de alta tecnologia.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Vídeos

Please reload

Busca