• Bancários Juazeiro

Governo quer justificar desmonte da Petrobras



Não é novidade que o governo Temer tem realizado diversas manobras para acabar com o patrimônio nacional. Pesquisadores e petroleiros acreditam que as análises do balanço financeiro da Petrobras em 2017 estão sendo utilizadas como subsídio para acelerar o desmonte da estatal.

Os especialistas apontam que o suposto prejuízo de R$ 446 milhões no ano passado não é tão grave quanto vem sendo repercutido. Tudo para justificar as diversas tentativas de privatização.

Outros pesquisadores alertam que a Lava Jato cria o pano de fundo de uma Petrobras quebrada por conta da corrupção. O déficit é fabricado justamente para reforçar o motivo de a estatal ser vendida.

As medidas tomadas após a Lava Jato são muito mais danosas à empresa do que o suposto envolvimento dos gestores nos casos de corrupção, ou os déficit contábeis. É o que afirma o diretor técnico do INEEP (Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás e Biocombustível), Rodrigo Leão.

Para reforçar o desmonte, cerca de 25 mil trabalhadores saíram da Petrobras, através de planos de demissão voluntária. Além de ao menos 150 mil terceirizados.


3 visualizações

Busca

Outras Notícias

INSTAGRAM
© Copyright 2017 - Sindicado dos Bancários de Juazeiro e Região (SEEB)
Rua Sete de Setembro, nº 71 - Centro - Juazeiro/BA - CEP: 48.903-670
Fone: (74) 3611-3312 - E-mail: seebjuazeiroeregiao@yahoo.com.br
Todos os Direitos Reservados.