• Bancários Juazeiro

Governo Temer extingue políticas para mulheres



Uma das primeiras medidas de Temer ao assumir o governo foi fazer cortes que prejudicavam diretamente as mulheres. Pastas importantes como a Secretaria Nacional de Políticas Públicas para as Mulheres foram extintas, afetando projetos desenvolvidos durante o governo Dilma, como o Ligue 180, canal de denúncias para as vítimas de violência doméstica e o programa "Mulher, viver sem violência".

As verbas destinadas às políticas públicas, altamente necessárias em um país como o Brasil, teve redução total de 62%. Em 2016, o orçamento previsto para o setor era de R$ 42,9 milhões. Em 2017 caiu para R$ 16,6 milhões, segundo dados do Portal do Orçamento do Senado Federal.

Já a política de incentivo à autonomia das mulheres teve redução de 54%, diminuindo de R$ 11,5 milhões para R$ 5,3 milhões. É duro saber que mesmo com dados de violência doméstica em crescimento, as medidas sociais de proteção à integridade da mulher são cortadas pelo governo Temer ano após ano.

1 visualização

Busca

Outras Notícias